Cuide da sua horta naturalmente: como lidar com formigas harmonicamente

Cuide da sua horta naturalmente: como lidar com formigas harmonicamente

por Milena Vilma Ventre – Coletivo Cidades CriATIVAS

Se nossa capacidade de ver, pensar e agir de forma holística fosse acionada mais vezes, veríamos que mesmos esses pequenos seres, tão famosos e marcados como destruidores, são na verdade uns dos seres mais incríveis e dedicados em realizar sua tarefa, uma linda tarefa de melhorar os solos. Tendo isso em mente jamais poderíamos pensar em destruí-los da forma como pensamos e vendemos hoje em dia.

Hum…Como assim? Você está dizendo que os seres que comeram a “minha” plantação toda, são incríveis, estás doida?

Bom pessoal, vou explicar detalhadamente sobre a função desses seres na natureza, tenham um pouco de paciência, e no decorrer terá algumas dicas de manejo ecológico para com esses seres.

Sabemos bem que as minhocas e sua linda função de comer sobras e espalhar seus dejeto pelos canteiro é a melhor forma de nivelar o pH e de fornecer nutrientes completos de forma lenta as plantas.

Assim como alguns sabem também que plantas que surgem espontaneamente são reflexo da necessidade e realidade do local, como exemplo: Em solos compactados aparecerá espontaneamente plantas com sistemas radiculares pivotantes, descompactam o solo, onde sua raiz será um corredor de adubo, entrada de ar, nutrientes e água, além de proteger o solo do impacto da chuva e do sol. Nada está existindo à toa, o que se apresenta aos olhos é reflexo do interior do solo, do equilíbrio da vida no solo.

Mas sobre as formigas pouco sabemos sobre elas, e muitos apenas querem saber como mata-las. Pena! Pois estão perdendo um ser tão grandioso quanto as minhocas!

Mas por que tão grandioso? Explica isso!

Certo, as formigas exercem a função de reciclagem dos alimentos, e são bioindicadoras de solos degradados, aparecem em solos com falta de matéria orgânica e cálcio, conforme Marsha Hanzi.

Hum, então é sinal de que meu solo está empobrecido, isso?

Sim exatamente! Elas surgem em ambientes degradados, com insolação excessiva, falta de cobertura verde, compactados, pobres em matéria orgânica, solos ácidos, com falta de cálcio, solos onde dificilmente plantas dar-se-iam bem. E surgindo nessa realidade elas fazem as seguintes ações:

  • Formigueiro é um espaço de compostagem
  • Renovação e transformação de biomassa vegetal, degradando matéria orgânica e acelerando a reciclagem dos nutrientes.
  • Concentra grande quantidade de nutrientes como cálcio, magnésio, fósforo e potássio. Melhora as propriedades físicas do solo.
  • Formigueiros apresentam concentração de 25%a 35% mais elevadas de matéria orgânica e concentrações de 50-90% mais elevadas d N total do que solos circundantes. ¹
  • Aumentam a biodiversidade de bactérias e fungos, regenerando o solo.
  • Aumentam a capacidade higroscópica do solo.
  • Descompactam o solo, abrem canais, aumentam permeabilidade, agentes de aeração do solo.
  • Grandes revolvedoras de solo, transportam e misturam horizontais subjacentes com horizontal superficial. Entre as maiores escavadoras de solo, estimuladoras de crescimento de raíz.
  • Alimento para diferentes espécies.
  • Alterações físicas do solo, podendo promover gradativamente porosidade e densidade
  • Pelo fato de se alimentarem de fungos, e esses não consumirem todos alimentos trazidos, muito fica armazenado nos formigueiros. Estima-se que um formigueiro pode obter uma tonelada de folhas por ano, assim aproximadamente 600 kg de resíduos seriam incorporados ao solo. ¹
  • Controlam determinadas plantas.
  • Introduzem e carregam sementes.
  • Aumentam a qualidade do solo, aumentando aos poucos a biodiversidade vegetal, em breve a animal, e trazendo assim seus próprios predadores naturais. A natureza é equilíbrio.
  • Regula o pH, a soma de bases e saturação de bases.

 

Bom, acho que essa lista ainda pode aumentar!

Legal! Mas o que faço agora, para que não perca a minha plantação e também não perca essas aliadas do solo?

Sabendo de sua função, facilita a reformulação das nossas ações perante elas, mas por vezes ainda não sabemos como agir na natureza sem ser dominando, matando, destruindo, sendo egoísta e etc… Em fim, podemos agir com sabedoria, assim colheremos os melhores frutos possíveis! A seguir algumas dicas:

Utilizando chás ou concentrados de plantas

 

Pimenta Malagueta

Pique uma xícara (chávena) de pimenta-malagueta. Acrescente 2 litros de água. Deixe de molho na água por 2 ou 3 dias ou ferva por 15 minutos. Acrescente sabão em pó ou lascas de sabão, misture e filtre. Durante a estação seca, aplique uma vez por semana. Durante a estação das chuvas, aplique três vezes por semana.

– Faça um chá de tagetes, alho, hortelã e pimenta, deixe esfriar e borrife sobre as plantas. As formigas se orientam pelo cheiro, plantas com cheiro forte as desorientam.

– Observe as plantas que não foram cortadas por elas, provavelmente por não gostarem dela. Pegue essa planta, toda ela e ferva na água para extrair propriedade, depois coloque um pouco de sabão de coco, deixe esfriar e aplique na planta.

Utilizando plantas como barreiras

 

            – Semeie plantas de cheiros fortes, espalhe essas plantas pela horta. Exemplos: Menta, Arruda, Mastruço.

Intoxique os fungos, o real alimento das formigas

 

            – Plantar ervas venenosas nos olheiros do formigueiro, fazendo cobertura morta do solo e no entorno das mudas plantadas.

Exemplo de ervas venenosas: comigo-ninguém-pode, mamona, feijão- de- porco, gergelim, candelabro, leiteiro vermelho, bico-de-papagaio.

Confunda-as

 

            – Sabendo que esses seres organizados e territorialitas sofrem influencia do cheiro, sabendo então que é o cheiro quem direciona as formigas, temos que criar estratégias conjuntas para dificultá-las. Para isso use solos de outros formigueiros espalhados pela horta, criando barreira nas plantas, nas divisas, coloque terra de um formigueiro sobre o outro (técnica indígena), pois os formigueiros tem diversos compostos químicos, cheiros diferentes, cada rainha produz um feromônio próprio de forma a manter a unidade da colônia, colocando terra de outros formigueiros nos demais irá desorientar as formigas de suas trilhas.

Alimente-as

 

            –Exato, de alimento a formigas, tenha sempre plantas que se recuperam facilmente, como leguminosas. Espalhe farinha de milho e mandioca, elas gostam! Pode ver lugares onde sobra muita farinha de milho, que iria fora, pegue e use. Em fim, seja criATIVO!

Homeopatia

 

            –Utilize técnicas homeopáticas para controla-las. Receita do nosódio de formigas:

  • Partes iguais (mais ou menos 2 mL) de água (não tratada) + álcool 70% + glicerina. Para macerar 10-15 formigas, em almofariz de cerâmica (ou outro não metálico)
  • Deixar em infusão por 48 horas, agitando de vez em quando.
  • 3 gotas deste macerado em 10 ml de álcool 70%, dinamizar 100 vezes, obtendo-se o CH1
  • 3 gotas do CH2 em 10 ml de álcool 70%, dinamizar 100 vezes obtendo o CH2
  • Assim por diante até chegar no CH12.
  • Use 10 gotas do CH12 por litro de água (não tratada) para pulverizar as formigas em olheiros, trilhos e plantas, 2 vezes por dia, 5 dias consecutivos.
  • Para cada aplicação, refazer o CH12 a partir do CH11 que ficou armazenado em local escuro, longe de radiações de qualquer espécie.

 

Tapar o formigueiro

 

 Abafar o formigueiro com restos vegetais, como casca de café, resto de cultura, serragem, plantas aquáticas (aguapé), corte de gramíneas, corte da vegetação (o que tiver no local).

Modificar o pH do solo

 

As formigas se estabelecem em solos ácidos, para produzir os fungos, ao introduzir no formigueiro substâncias que contribuem para modificar o pH do solo, aumenta-lo, dificulta a reprodução dos fungos. Ponha calcário, cal hidratada, cal de ostra, composto orgânico humificado, cascas de ovos, cinzas de madeira.

Trabalhe junto com as formigas

 

Aumente a biodiversidade, a reciclagem, matéria orgânica. Faça o trabalho que ela estão fazendo, assim elas não precisam estar ali em proporções absurdas.

Utilize a água

 

No período das chuvas fazer valetas direcionando as águas para os olheiros do formigueiro. A umidade prejudica o formigueiro.

Predadores Naturais

 

Introduzir predadores: galinhas, galinhas d’angolas, gansos, etc.

Observe, pense, aja

 

Plantar alimentos não é apenas querer receber da terra algo, mas sim querer presentear a mãe terra a todo instante. Não há animal que não devolva a terra tudo que lhe retirou durante a vida, não há animal que não adube ela, que não compactue com a reciclagem, que não faça seu papel… Por que nós que nos julgamos superiores, não temos capacidade de fazer o que todos animais fizeram durante a história e ainda fazem? Que tipo de animal somos nós?

Abraço com cheiro de hortelã em todos!

Bibliografia:

Artigo: DISSEMINANDO PRÁTICAS DE MANEJO ECOLÓGICO DE FORMIGAS CORTADEIRAS NO SUL DA BAHIA. Autor: João Antonio Firmato de Almeida. Revista: Agriculturas – v. 5 – no 1 – abril de 2008

http://www.agriculturesnetwork.org/magazines/brazil/manejo-ecologico-de-organismos-espontaneos/disseminando-praticas-de-manejo-ecologico-de/at_download/article_pdf

Artigo: ASSENTADOS APRENDEM A CONTROLAR FORMIGAS COM HOMEOPATIA. Autor: Francisco Câmara Fonte: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0CB4QFjAA&url=http%3A%2F%2Fportal.mda.gov.br%2Fo%2F899260&ei=Y8xxVdWVHMWwsATe5IPAAw&usg=AFQjCNGiDjiJuMH4nRVCvfgJomElQ5WA-w&bvm=bv.95039771,d.cWc

Artigo: CONTROLANDO PRAGAS E DOENÇAS COM HOMEOPATIA, NA AGRICULTURA

ORGÂNICA  Autor: Eng. Agr. Francisco Luiz Araújo Câmara. Revista: Hortic. bras., v. 28, n. 2. julho 2010. Fonte:http://www.abhorticultura.com.br/eventosx/trabalhos/ev_4/Minicurso_Medicinais_e_Homeopatia_Camara.pdf

Tese: ANÁLISE DOS RESÍDUOS PRODUZIDOS POR FORMIGUEIROS DE Atta sexdens rubropilosa (HYMENOPTERA: FORMICIDAE) EM LABORATÓRIO E EM CONDIÇÕES DE CAMPO CURITIBA. 2011. Autor:Daniele Ukan. Fonte: http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/26376/TESE%20DANIELE%20UKAN.pdf?sequence=1

Artigo: Estudo Comportamental da Formiga Cortadeira Atta spp. Submetida a Preparados Homeopáticos. Autores: GIESEL, Alexandre. BOFF, Mari I. Carissimi.

Artigo: CADERNO DE HOMEOPATIA Instruções práticas geradas por agricultores sobre o uso da homeopatia no meio rural. 2009 3a Edição Elaboração: Produtores Orgânicos da Região da Vertente do Caparaó – Minas Gerais – Brasil Coordenação: Padre Jesus Moreira de Rezende

Grupo Cultivo Orgânico Facebook: https://www.facebook.com/groups/1451244031763159/?fref=ts

Milena Vilma Ventre – Sonhadora utópica, ativista e estudante autônoma de permacultura e agroecologia, acredita que tudo pode ser mais vivo e alegre, por isso encontrou na permacultura e na agricultura ecológica um espaço de experimentações e transbordes de cores e vida. Carrega consigo alguns saberes culturais de sua família, por parte de mãe é neta de uma agricultora que alimentou muitas famílias com o trabalho diário e guerreiro no campo, pelo pai é neta de italianos que colhiam rotineiramente no quintal: aspargos; cogumelos; figos; olivas e uvas, entre outros alimentos deliciosos. Com 20 anos de idade, muita coragem e dedicação, estuda para simplificar os saberes, e mostrar que todos podemos saber sobre essa arte de plantar, alimentar e conviver: “AgriCultura”. Contrária ao fato de estar em uma cidade cinza, que põe dejetos na água, onde o ar é poluído e onde o alimento é envenenado, realiza ações práticas para ir quebrando esses paradigmas, para isso utiliza as bases da permacultura. Em sua casa toda água usada é tratada e transformada em biomassa, além de compostar os resíduos da família e de alguns estabelecimentos alimentícios próximos. Buscando sempre novos saberes e ações que rondam o mundo da autonomia. Atualmente trabalha no coletivo Cidades CriATIVAS, levando informações a diferentes lugares, principalmente sobre produção de alimentos, caminhando assim com as cheirosas mudas de medicinais, e as surpreendentes PANC’s (plantas alimentícias não convencionais) pelos lugares que passa, além de ser guardiã de sementes crioulas, pois acredita que a biodiversidade é a maior riqueza do planeta, por isso segue semeando sementes -biodiversas, coloridas e crioulas- para quem sabe despertar mentes!