Brigadeiro Saudável

Brigadeiro Saudável

por André Fronza – Tempero Alternativo

Ah, o brigadeiro! Não tem guloseima brasileira mais reconfortante e gostosa, não é verdade? Em festinhas de crianças, e até de adultos, geralmente lá está ele marcando presença na mesa. Todo pomposo e irresistível dentro das forminhas coloridas. Pra mim, e até pra muitos, é a estrela principal da mesa até mais que o bolo com as velinhas. Mas cá entre nós, todo mundo sabe que o brigadeiro não é uma daquelas coisas que se deve comer com frequência, já que tem muito açúcar e gordura. Mas e que tal fazer uma opção muito mais saudável e poder comer sem culpa e com mais frequência?

Pois bem, assim como todas as receitas tradicionais, o brigadeiro também tem lá sua versão alternativa ou melhor dizendo tem suas versões alternativas, já que são muitas. Mas a que eu faço é muito simples, fácil e não leva nenhum laticínio, por esse motivo é mais saudável. A base é de biomassa de banana, se você não conhece ou não sabe como fazer tem um post aqui sobre.

Com consistência cremosa que nem o leite condensado, a biomassa deixa o brigadeiro com consistência igual ao tradicional. E seu sabor é muito suave, assim ao ser adicionado o chocolate meio amargo, que tem o sabor bem mais forte, vai sobrepor o sabor da biomassa e ninguém vai perceber que aquilo é feito com banana verde. Que por sinal não tem gosto de banana. Muitos têm essa dúvida, mas como ainda ela não amadureceu não tem gosto de banana como conhecemos.

Além da biomassa de banana e do chocolate meio amargo, os outros ingredientes são o açúcar mascavo para deixar mais docinho, e o óleo vegetal para poder fazer as bolinhas sem grudar na mão. Ah, e se não quiser ter o trabalho de fazer as bolinhas, pode deixar o óleo vegetal de lado e comer de colher mesmo, sem frescura rsrs.

Como eu disse, pra fazer é bem simples, basta colocar todos os ingredientes na panela em fogo baixo e mexer até a mistura ficar homogênea, que nem o brigadeiro tradicional. Depois é preciso colocar na geladeira para ficar mais durinho. Assim é possível fazer as bolinhas e cobrir com o que preferir, eu utilizei amêndoas, nozes e chia. Mas pode também ser usado amendoim, castanhas, chocolate ou coco ralado.

 

Brigadeiro na panela

 

Fazendo as bolinhas

 

Modelando

 

 

Então que tal se aventurar na cozinha e fazer essa guloseima brasileira numa versão alternativa e muito mais saudável?

INGREDIENTES:

  • 1 xíc. de biomassa de banana (receita aqui)
  • 1/2 xíc. de açúcar mascavo
  • 1/2 xíc. de chocolate meio amargo ralado (usei 60% de cacau sem leite)
  • 2 colheres de sopa de óleo vegetal (caso queira fazer as bolinhas)

 

COMO FAZER:

  1. Coloque todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo mexendo sempre para não grudar. Caso não queira fazer as bolinhas, não precisa colocar o óleo vegetal;
  2. Quando a mistura estiver homogênea e mais pesada de mexer, desligue o fogo e espere esfriar. Não se preocupe se a massa estiver mole e grudenta, depois de refrigerada ela irá ficar consistente e fácil de modelar as bolinhas. Se quiser comer o brigadeiro de colher, você pode parar por aqui e cair de boca na panela, mas se quiser fazer as bolinhas, continue seguindo a receita por favor;
  3. Transfira o brigadeiro para um recipiente com tampa e leve à geladeira até ficar consistente, isso pode levar de 3 a 5 horas;
  4. Depois retire da geladeira, faça as bolinhas e utilize uma cobertura de sua preferência.

Tipos de cobertura

 

NOTA:

Se você tem a biomassa guardada na geladeira ou congelada, é necessário primeiro esquentar ela em banho maria para voltar ao seu estado original de pasta cremosa. Depois, utilize normalmente na receita.

 

Olá! Prazer! Meu nome é André e sou escritor do blog Tempero Alternativo. Designer gráfico por formação e vegetariano por convicção, sou apaixonado por fotografia, arte, cinema, viagens e tudo que me faz sentir mais vivo e humano. Acredito que muitos problemas mundiais, tanto ambientais quanto de saúde, podem serem resolvidos na cozinha. Assim, criei o blog Tempero Alternativo para divulgar receitas práticas e saborosas a fim de incentivar as pessoas a terem uma alimentação mais ética, saudável e sustentável.